Cartagena é simplesmente encantadora, envolvente, histórica e fascinante, valeu cada minuto. Escolhi esse destino para passar as minhas férias e não me arrependo. Eu e o Fernando meu namorido já queríamos há tempos e com essa onda latina de música e cultura ficamos ainda mais empolgados, até que ele decidiu que seria lá e em 1 mês fechamos tudo para comemorar meu aniversário de 30 anos.

Iriamos ficar inicialmente 6 dias na cidade e depois partir para San Andrés, mas por ironia do destino não conseguimos embarcar para a ilha e ficamos a viagem toda em Cartagena (conto no próximo posto o ocorrido), mas valeu a pena, porque agora tenho muita história para contar de Cartagena para vocês.

visão geral – foto da internet


TEMPO DE VIAGEM IDEAL

Eu acredito que uma semana seja ideal. Em 4 dias você conhece a cidade, é pequena, faz tudo a pé. 5 a 6 dias vá mais a fundo, consegue ir a uma das ilhas. 7 dias pra mais conseguirá visitar as Ilhas de Cartagena, visitar museus, explorar gastronomia e viver como um colombiano, rs…

EPOCA DO ANO IDEAL

O inverno vai de Maio a Novembro, mas não pense que estamos falando de temperaturas amenas, Cartagena é quente em todas as épocas do ano. De Agosto a Novembro tem a maior concentração de chuvas e o verão é a partir de Dezembro.

Fomos na 1ª quinzena de dezembro e pegamos alguns dias de chuva, então é melhor ir após a segunda semana.

O que interfere no tempo de Cartagena é a umidade, mais de 90%, SIM… É MUITO QUENTE. No inverno 28Cº com essa umidade parecia 40 graus. Já no verão as temperaturas podem chegar realmente á 45graus a uma umidade de 90% é MUITO, MUITO, MUITO QUENTE.

Resumindo, É O LUGAR MAIS QUENTE QUE FUI NA VIDA, porque é úmido, o corpo vai acostumando, mas se você é calorento se prepare. Eu que não suo nada penei e o Fernando maridón sofreu nos primeiros dias… nos últimos já estava querendo ir embora.

MOEDA

Para cada R$1 real é em média 900 Pesos Colombianos (COP), quase 1 pra 1. O que torna a viagem possível.

QUANDO E ONDE TROCAR MOEDAS

Leve Dólar ao invés de real, é mais valorizado, alguns lugares até aceitam, mas no câmbio é bem melhor o dólar que o real brasileiro. O melhor momento para trocar moeda é DENTRO DO AEROPORTO de Cartagena, foi a melhor cotação que encontramos. No Brasil e fora do aeroporto o valor caiu uns 30%.

OS BAIRROS DE CARTAGENA

Cartagena é bem pequena como disse acima, o que é ótimo para turistar. A cidade amuralhada, principal parte turística e onde fica as casinhas e cidade antiga possui 2 bairros principais: o CENTRO e SAN DIEGO.

O CENTRO e o centrinho mesmo que conhecemos, muitos estabelecimentos, artesanatos locais, restaurantes, hotéis coloniais, mercadinhos, casas de câmbio. Fica próximo a Torre do Relógio.

SAN DIEGO, um dos meus cantinhos prediletos de Cartagena, reduto de casinhas coloridas, floridas, alegres. É o bairro mais “arrumadinho” onde tem os restaurantes e hotéis mais sofisticados e tradicionais, porém não espere LUXO como estamos acostumados a ver nas revistas, em Cartagena o luxo é simples, é colonial, é charmoso.

BOCA GRANDE é a parte moderna da cidade com os hotéis grandes, atuais, 5 estrelas, que fogem um pouco do charme da cidade antiga, mas tem o agito moderno do estilo “resort” pra quem gosta. Fica beira praia, mas já adianto que as praias de Cartagena em si (exceto as ilhas) são feias e sujas, impróprias para banho. Em boca grande tem grandes lojas e um comércio mais atual, para quem tem interesse em compras também.

LA MATUNA, um pequenino bairro que provavelmente você vai atravessa-lo a pé e nem vai perceber. São 3 quadras que ligam a cidade amuralhada ao nosso próximo bairro.

GETSEMANÍ, o bairro que fiquei hospedada e que simplesmente amei. Perto da cidade amuralhada, do porto onde saem os passeios para as ilhas, de tudo, fizemos tudo a pé. Um bairro boêmio, cool e cheio de atitude. Antigo bairro “perigoso” de Cartagena, agora polo de jovens, muita arte, música…. street arte misturada com a arquitetura colonial característica da cidade. Super diferente de tudo que já vimos, amamos.

DICA – TAXI COM PREÇO TABELADO: Usámos taxi a noite quando estávamos cansados e qualquer trecho era tabelado 7mil pesos colombianos. Para quem estava em Boca Grande que é um pouco mais longe ficava 9mil pesos.

ONDE SE HOSPEDAR

No Getsemaní bairro que nos hospedamos achamos a melhor tarifa de hotel com o melhor conforto e ficamos 100% felizes com o nosso hotel. O Hotel Capellan é um novo tem apenas 4 ou 5 meses (quando fomos) e te dá estrutura de luxo, mármore, hidro, piscinas diversas, elevador (sim vários não tem), água quente o que é raro também por um valor super justo.

No bairro também possuem várias pousadas e hostels com valores ótimos e a experiência cultural é incrível. Como disse a localização é PERFEITA, em frente ao parque principal da cidade, a cidade amuralhada está a 3 minutos andando, enfim, ficaria no mesmo lugar.

Dentro da cidade amuralhada você terá a experiência de ficar nos hotéis coloniais com as varandas floridas que são a característica da cidade. Mas esteja preparado para pagar um pouco mais e não ter o conforto que teria num hotel com o mesmo que pagará neste mais antigo. Você estará pagando pela história, não exija conforto ao extremo, rs..

Eu posso falar porque dormimos 1 noite em um hotel colonial, esse da foto e o que salvou foi a varanda. Pagamos o mesmo valor do Capellan no Getsemaní tive zero conforto ao dormir, no banho. O quarto era assustador, com aqueles quadros de anjos, cruzes saindo da cama.

Onde eu ficaria na cidade amuralhada seria ou no Sofitel Santa Clara, meu sonho, porém a tarifa é um pouco alta e está sempre esgotada. E o Tcherassi que também é um hotel de luxo lá dentro.

Dentro da cidade amuralhada é muito comum ter HOTEIS BOUTIQUE, poucos quartos e “muito conforto” mas cuidado, alguns não são assim, como falei o estilo colonial as vezes pode ser “colonial” demais para nós.

Em Boca Grande eu diria que você terá uma experiência FRIA da cidade, a graça de Cartagena é VIVER o espírito colonial, colorido daquelas casinhas, passear na praça do Getsemaní a noite e não pela avenida de pedra e MCDonalds de Boca Grande sabe? Os hotéis que encontrará por lá verá em qualquer lugar do mundo. Mesmo que sua experiência num hotel em outros bairros não for tão boa vale conhecer de perto do que não viver mesmo a cidade, que é a grande graça de tudo. Bom pelo menos eu acho né?! Hahaha…

ALGUNS CUIDADOS

NO AEROPORTO: não existe carrinho para malas. SIM! Absurdo né?! Hahaha.. até existe alguns mas são rapazes que você pensa que vão te ajudar de graça, mas pedem “propina” que é troco na verdade, ou seja, é pago, não é gratuito. Então saiba que se aceitar terá que dar uma ajudinha para os rapazes.

AR GELADO VS CALOR 50 GRAUS: Como é muito quente leve um lenço, uma blusa leve sempre com você. Em todos os lugares tem ar condicionado muito forte e por conta disso o organismo sofre com a oscilação de temperatura o tempo todo. Eu fiquei com faringite de tanto entre e sai de ar.

PROTETOR SOLAR, ÁGUA E CHAPÉU: desde o primeiro dia já saia protegido. Hidrate muito o corpo, como desgasta muito o calor essa proteção além de bela é essencial, não é frescura não, na sombra você queima viu?!

AMBULANTES: Em toda cidade são muitos, são chatos sim, são muito insistentes. Quando li nos blogs achei que era exagero. Nos primeiros dias até agradecia, agradecia, agradecia, depois tinha vontade de dar um berro e falar “GRACIAAAAAA NO QUIEROOOO” hahaha… eles insistem muitas vezes, vem pra cima de vocês com as coisas é até um pouco desconfortável.

Mas li num blog que não me lembro agora, é a única forma que eles tem de viver. Estando lá eu vi isso, perguntando aos locais confirmamos. A cidade vive de turismo e indústria e é sim muito pobre ainda, falta muita infra estrutura, limpeza, estudo. Então um pouco de paciência com eles é bem vinda e amável da parte dos viajantes. =)

AS PESSOAS

Um povo que confia, que sempre tem um sorrido no rosto, que está trabalhando a um calor intenso e está feliz. Eles não tem nada e são felizes. Sabe aquelas lições de vida? Sai de lá pensando como reclamo, como sou chatinha por pequenas coisas, eles são tão amáveis, tão doces e depois de sofrer tanto trabalham DURO para sustentar suas famílias, são muito gentis, TODOS, dos taxistas doidos que atravessam a cidade naqueles taxis pequeninos, os mordomos dos hotéis (sim são assim que chamam) que devem ser, aos ambulantes das ruas que ficam o dia todo no sol com um super sorriso.

Além disso eles são um povo confiável e que confiam. Vários estabelecimentos você poderia entrar e sair sem pagar se quisesse sabe? Lá as pessoas confiam muito na índole e eu me senti muito SEGURA lá.

Apesar de estarmos falando de COLÔMBIA e toda história de tráfico e tudo mais, a segurança que senti em Cartagena com a bolsa, mochila, tudo mais não sinto aqui no Brasil por exemplo. Outras cidades ainda dizes que é perigoso, mas foi uma surpresa muito grata, acho que eles querem sair do estigma de drogas, tráfico etc.

Eu só tenho a agradecer por todos os dias que fiquei por lá. Foi maravilhoso!

Para não me estender demais vou dividir aqui. No próximo post vou falar sobre, onde comer, onde ir, quais passeios fazer, o que vale a pena ou não. Fique ligado aqui e no meu Instagram @vanduarte que eu aviso por lá.

Beijo grande,

Van Duarte

Deixe Um Comentário

css.php